Para que serve um Banco de dados?

Introdução

O cérebro humano é o principal órgão do nosso corpo, graças a ele nós podemos pensar, armazenar informações e sentir as mais diferentes emoções ao longo de nossas vidas. Infelizmente o nosso cérebro não é perfeito e com o tempo ele vai perdendo suas capacidades tão magníficas que nos distinguem de outros animais no universo. Por isso, nós os seres humanos sentimos a necessidade de armazenar certas informações que julgamos importantes para retransmitirmos às gerações futuras. As primeiras formas de armazenamento de dados, como pinturas nas paredes das cavernas que retratavam a vida do homem pré-histórico, datam de aproximadamente 32.000 a.C.

A partir desse ponto o ser humano foi evoluindo e aprimorando as suas técnicas de armazenamento de dados, de uma simples pintura em uma caverna nossos antepassados já começavam a desenvolver a escrita seja talhada em pedras ou nos primeiros papiros de papel. Nesse ponto a informação armazenada já podia ser transportada de um lugar para o outro, o que facilitava a troca de informações entre os povos. Com o passar dos anos foram sendo desenvolvidas novas técnicas de armazenamento dessas informações e começaram a aparecer os primeiros bancos de dados computadorizados.

Dado x Informação

Em um banco de dados nós armazenamos dados, correto? Mas afinal de contas o que é um dado? O que é uma informação? Eles não são a mesma coisa?

A resposta é não.

Dado nada mais é do que um fato, ou seja, algo que sozinho não gera nenhuma informação para um indivíduo.

exemplos:

  • vermelho
  • 27/09
  • magro
  • manga

Nós sabemos que vermelho de fato é uma cor, mas nesse contexto ela está se referindo a que ou a quem?

27/09 provavelmente é uma data, mas poderia ser também um conta matemática.

Magro está se referindo a uma pessoa esbelta ou a uma fatia de presunto sem gordura?

Manga é a fruta bem doce ou um pedaço de uma camiseta?

Informação é um conjunto de dados que manipulados, trabalhados geram uma mensagem para um indivíduo.

exemplos:

Aquele garoto magro de camisa vermelha comeu a manga que caiu do cesto.

Agora que já sabemos a diferença de dado e informação no próximo post falaremos sobre a evolução dos bancos de dados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.